sexta-feira, 17 de maio de 2019

Vaticano anuncia a canonização da Irmã Dulce

Vaticano anuncia a canonização da Irmã Dulce

O Brasil está em festa com a notícia da autorização da Canonização da Beata Irmã Dulce, o “anjo bom da Bahia”. A notícia foi divulgada na manhã desta terça-feira, dia 14, no site da Santa Sé. O Papa Francisco recebeu em audiência o prefeito da Congregação das Causas dos Santos, cardeal Angelo Becciu, na qual autorizou a promulgação os Decretos relacionados a Irmã Dulce e outros 6 Servos de Deus e uma Beata. Irmã Dulce foi beatificada em 22 de maio de 2011 e, com este decreto de hoje, será proclamada Santa na próxima solene celebração de canonizações, com data a ser divulgada pelo Vaticano.
A causa da Canonização de Irmã Dulce foi iniciada em janeiro de 2000. Com o início do processo, seus restos mortais, que desde 1992 (ano de seu falecimento) estavam na Igreja da Conceição da Praia, em Salvador, foram então transferidos para a Capela do Convento Santo Antônio, na sede das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), também na capital baiana. A validação jurídica do virtual milagre presente no processo foi emitida pela Santa Sé em junho de 2003. Já em abril de 2009, o Papa Bento XVI reconheceu as virtudes heroicas da Serva de Deus Dulce Lopes Pontes, autorizando oficialmente a concessão do título de Venerável à freira baiana. O título foi o reconhecimento de que Irmã Dulce viveu, em grau heroico, as virtudes cristãs da Fé, Esperança e Caridade.
A Beata Dulce Lopes Pontes (nome de batismo: Maria Rita Lopes de Sousa Brito), conhecida como Irmã Dulce – “O Anjo bom da Bahia”, é lembrada por sua obras de caridade e de assistência aos pobres e necessitados. Religiosa da Congregação das Irmãs Missionárias da Imaculada Conceição da Mãe de Deus, a Beata Irmã Dulce nasceu em Salvador em 26 de maio de 1914 e ali faleceu em 22 de maio de 1992.
OUTRAS PROMULGAÇÕES
O Papa Francisco autorizou o Dicastério vaticano a promulgar, além do Decreto sobre a Irmã Dulce, os Decretos relacionados abaixo:
ao milagre, atribuído à intercessão da Beata Giuseppina Vannini (nome de batismo: Giulia Adelaide Agata), fundadora das Filhas de São Camilo, nascida em Roma em 7 de julho de 1859 e falecida na capital italiana em 23 de fevereiro de 1911;
- às virtudes heroicas do Servo de Deus Salvador Pinzetta (nome de batismo: Ermínio Pinzetta), religioso da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos; nascido em Casca, no Rio Grande do Sul (Brasil) em 27 de julho de 1911 e falecido em Flores da Cunha (RS) em 31 de maio de 1972;
- ao milagre, atribuído à intercessão da Venerável Serva de Deus Lucia dell’Immacolada (nome de batismo: Maria Ripamonti), Irmã professa do Instituto das Servas da Caridade; nascida em Acquate (Itália) em 26 de maio de 1909 e falecida em Brescia (Itália) em 4 de julho de 1954;
- às virtudes heroicas do Sevo de Deus Giovanni Battista Pinardi, Bispo auxiliar de Turim, nascido em Castagnole Piemonte (Itália) em 15 de agosto de 1880 e falecido em Turim em 2 de agosto de 1962;
- às virtudes heroicas do Servo de Deus Carlo Salerio, Sacerdote do Instituto das Missões Exteriores de Paris, Fundador do Instituto das Irmãs da Reparação; nascido em Milão (Itália) em 22 de março de 1827 e falecido em 29 de setembro de 1870;
às virtudes heroicas do Servo de Deus Domenico Lázaro Castro, Sacerdote professo da Sociedade Maria; nascido em San Adrian de Juarros (Espanha) em 10 de maio de 1877 e falecido em Madri em 22 de fevereiro de 1935;
- às virtudes heroicas da Serva de Deus Maria Eufrasia Iaconis (nome de batismo: Maria Giuseppina Amalia Sofia), Fundadora da Congregação das Filhas da Imaculada Conceição; nascida em Casino de Calabria, hoje Castelsilano (Itália) em 18 de novembro de 1867 e falecida em Buenos Aires (Argentina) em 2 de agosto de 1916.

Fonte: Vatican News e Obras Sociais Irmã Dulce

sábado, 11 de maio de 2019

Os Bispos do Regional Nordeste 2 (AL, PE, PB e RN), em reunião durante a 57ª Assembleia Geral da CNBB, definiram os nomes dos referenciais para as Comissões Pastorais.

Os Bispos do Regional Nordeste 2 (AL, PE, PB e RN), em reunião durante a 57ª Assembleia Geral da CNBB, definiram os nomes dos referenciais para as Comissões Pastorais.

Confira:
Comissão Regional para Ministros Ordenados e Vida Consagrada
Dom Egídio Bisol – Bispo de Afogados da Ingazeira

Comissão Regional para o Laicato
Dom Manoel Filho – Bispo de Palmeira dos Índios

Comissão Regional para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial
Dom Aldemiro Sena – Bispo de Guarabira

Comissão Regional para a Animação Bíblico-Catequética
Dom Valério Breda – Diocese de Penedo

Comissão Regional para a Doutrina da Fé
Dom Paulo Jackson – Bispo de Garanhuns

Comissão Regional para a Liturgia
Dom Francisco Sales – Bispo de Cajazeiras

Comissão Regional para a o Ecumenismo e Diálogo Inter-religioso
Dom Gabriel Marchesi – Bispo de Floresta

Comissão Regional para o Serviço da Caridade, da Justiça e da Paz
Dom Limacêdo Antônio – Bispo Auxiliar de Olinda e Recife

Comissão Regional para a Cultura e Educação
Dom Henrique Soares – Bispo de Palmares

Comissão Regional para a Vida e a Família
Dom Dulcênio Fontes de Matos – Bispo de Campina Grande

Comissão Regional para a Juventude
Dom Antônio Carlos – Bispo de Caicó

Comissão Regional para a Comunicação
Dom Jaime Vieira Rocha – Arcebispo de Natal

Os demais Bispos assumiram organismos, como é o caso da Caritas, assumida pelo Arcebispo da Paraíba, Dom Manoel Delson; outros assumem pastorais que estão dentro dessas doze comissões, auxiliando os referenciais, como Pastoral da Criança, Pastoral Carcerária, CEBs, etc.
A 57ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil aconteceu em Aparecida, SP. E teve início no dia 1º de maio e seguiu até o próximo dia 10.

Assessoria de Imprensa e Comunicação da Arquidiocese da Paraíba

Publicidade!

Publicidade!

Veja o Nosso Canal no Youtube

Publicidades

Publicidades

Publicidade!

Publicidade!

Mapa de Acesso da Jampa Jovens

Anuncie Aqui clique e saiba mais...

CLIQUE AQUI E CURTA A NOSSA PAGINA NO FACEBOOK

Direito Reservado a Jampa Jovens LTDA. Tecnologia do Blogger.