sexta-feira, 30 de outubro de 2020

Divulgado a programação e o tema da 257° Festa de Nossa Senhora da Penha 2020

Divulgado a programação e o tema da 257° Festa de Nossa Senhora da Penha 2020

A 257° Festa a Nossa Senhora da Penha, teve na tarde de hoje (29) de Outubro, a sua programação oficializada, em coletiva na tarde desta Quinta o Monsenhor Nereudo, pároco do santuário de Nossa Senhora da Penha,bque fica localizado no litoral sul da capital, em entrevista coletiva, só para convidados o monsenhor oficializou a programação das celebrações Eucaristica, e o tema deste ano que é " Senhora da Penha, ajudai-nos a cuidar do próximo e da casa comum. 
E nos daí sabedoria para superar as crises".  E devido a pandemia do novo coronavirus a tradicional Romaria que reuni milhares de pessoas todos os anos, não acontecerá este ano em obediência aos decretos sanitário posto pela secretaria municipal e estadual de Saúde e também pela organização mundial de saúde, e as celebrações Eucaristica já se iniciarão no próximo dia 01 à 13 de Dezembro de 2020.

Veja abaixo toda a programação da 257° festa a Nossa Senhora da Penha

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Papa Francisco defende união civil entre homossexuais e não ao Casamento

Papa Francisco defende união civil entre homossexuais e não ao Casamento

O Papa Francisco afirmou, em um filme que entra em cartaz nesta quarta-feira (21) na Itália, que os homossexuais precisam ser protegidos por leis de união civil. Foi a forma mais clara que Francisco já usou para falar de direitos dos LGBTIs. 

 "As pessoas homossexuais têm direito de estar em uma família. Elas são filhas de Deus e têm direito a uma família. Ninguém deverá ser descartado ou ser infeliz por isso", diz ele no documentário "Francesco". 

 "O que precisamos criar é uma lei de união civil. Dessa forma eles são legalmente contemplados. Eu defendi isso", ele afirmou. 

A fala do papa surge na metade do filme. Ele discorre sobre temas com os quais se importa, como o ambiente, pobreza, migração, desigualdade racial e de renda e pessoas mais afetadas por discriminação.  
 
União civil, e não casamento O Papa Francisco já demonstrou ter interesse em dialogar com católicos LGBTIs, mas geralmente suas mensagens são a respeito de acolher esses fiéis. 

 "Deus te fez assim", diz Papa Francisco a um homem gay Ele já deu sinais velados que poderiam ser interpretados como uma opinião favorável à união civil.

 Quando Cristina Kirchner era a presidente da Argentina, o país legalizou o casamento gay. Na época, ele ainda não era o papa, mas, sim, o cardeal Jorge Mario Bergoglio. 

 Segundo um texto de 2014 da agência "Religion News Service" (RNS), Bergoglio chegou a dizer que estava aberto a aceitar a união civil como uma alternativa ao casamento entre pessoas do mesmo gênero. 

"Filipe Domingues, vaticanista com doutorado pela Universidade Gregoriana de Roma, explica que quando ainda era cardeal, Bergoglio era a favor da união civil de pessoas do mesmo sexo: "Ele é contra o 'casamento gay' mas concorda que pessoas em união estável têm direitos. Isso não é novo. Mas declarou isso em documentário, como Francisco, pela primeira vez". 

Domingues ainda aponta que o papa foi mais explícito agora ao falar de "ser parte de uma família". "Isso é importante", destaca.

 Em 2014, o Papa Francisco deu entrevista ao jornal "Corriere della Sera" na qual disse que a Igreja ensina que casamento é entre um homem e uma mulher. Segundo a agência RNS, ele disse que entende que governos queiram adotar a união civil para casais gays por razões econômicas. Segundo o "Corriere della Sera", o papa disse que "é preciso considerar casos diferentes e avaliar cada caso em particular". O Vaticano então clarificou que Francisco falava de forma genérica e que as pessoas não deveriam interpretar as palavras do papa além do que elas dizem, segundo a RNS.

Estreia do documentário O filme foi exibido no Festival de Roma nesta quarta-feira. No domingo (25), ele deverá passar nos EUA pela primeira vez durante o Savannah Film Festival. O diretor Evgeny Afineevsky acabou as gravações em junho de 2020. O filme fala de temas como a pandemia, racismo e abuso sexual. Há temas geopolíticos também, como a guerra na Síria e na Ucrânia. 

 Segundo o jornal argentino "La Nación", o filme mostra um italiano gay que vive em Roma. Ele tem três filhos, e relata que uma vez escreveu ao papa e pediu para enviar suas crianças à paróquia, mas que tinha receio de que as crianças fossem discriminadas. 

 O homem afirma que o Papa Francisco o incentivou a mandar os filhos à Igreja e nunca disse qual era a opinião dele sobre a família formada por pais gays e que, apesar de a doutrina não ter se alterado, a maneira de lidar com o tema mudou radicalmente.

Fonte G1

sexta-feira, 16 de outubro de 2020

Padre José Gilmar é encontrado após 3 dias desaparecido, no Litoral Sul da Paraíba

Padre José Gilmar é encontrado após 3 dias desaparecido, no Litoral Sul da Paraíba

O padre José Gilmar foi encontrado após três dias de desaparecimento em Jacumã, no Conde, Litoral Sul da Paraíba, nesta sexta-feira (16). Segundo o delegado Victor Melo, o padre, desaparecido desde terça-feira (13), foi encontrado consciente, porém debilitado.

O delegado Luciano Soares informou que o padre foi encontrado caminhando pelas ruas nas proximidades de Jacumã, quando a polícia ia até o local onde o carro do padre José Gilmar foi encontrado. Os policiais reconheceram o rosto dele, que estava a pé, às margens da estrada.

O delegado também informou que o padre estava com desidratação, mas sem sinais de violência física aparente. O padre disse aos policiais que foi confundido com um motorista de aplicativo e rendido. Ele afirmou que foi levado para um cativeiro em área de mata fechada, estava amarrado e recebeu ameaças para transferir dinheiro aos criminosos. Segundo ele, pelo menos três pessoas estavam com ele no cativeiro.

O delegado que estava indo até a localização do carro do religioso, Luciano Mendonça, da Polícia Civil do Conde, informou como o padre José Gilmar foi encontrado:

"O pessoal que o encontrou disse que ele tava um pouco desorientado, é tanto que a gente passou por ele, eu e um um agente da Polícia Civil e ele não deu sinal pra gente. A gente vinha com o giroflex ligados, com as viaturas caracterizadas, e o padre em nenhum momento acenou pra nós. "Ele só foi localizado porque em outra viatura havia uma pessoa que trabalhava com ele na paróquia e o reconheceu".

Quem reconheceu o padre foi o amigo dele Agenor Lima Rocha, que estava indo com a polícia também para a localização do carro, pois estava levando a chave reserva.

Após ser resgatado, o padre foi levado para a Central de Polícia, em João Pessoa, onde prestou esclarecimentos e recebeu atendimento médico. Agenor disse que o reconheceu de longe e quando falou com o padre, ele o abraçou e chorou.

"A gente tinha muita dúvida do que tinha acontecido. A polícia ficou o tempo todo ao nosso lado, o tempo nos auxiliando, pra ver se a gente conseguia alguma notícia, e graças a Deus foi a melhor possível", contou.

A Arquidiocese da Paraíba informou através de nota que o padre está sendo acompanhado pelo setor jurídico da Arquidiocese e por pessoas próximas ao sacerdote.
Encontrado o carro do Padre Gilmar desaparecido desde a última terça-feira dia 13

Encontrado o carro do Padre Gilmar desaparecido desde a última terça-feira dia 13

 Polícia Militar da Paraíba informou que foi localizado na tarde desta sexta-feira (16) o carro de modelo Volkswagen Fox, cor grafite, placa QFP 4874, no qual trafegava o padre José Gilmar, da Paróquia de Santa Terezinha, situada no bairro do Roger, em João Pessoa, antes de desaparecer na tarde da última terça-feira (13). O veículo foi localizado em Tambaba, na cidade de Conde, no Litoral Sul do estado.
Segundo a PM, uma pessoa acionou a polícia através do número 190, informando ter encontrado um automóvel com as mesmas características do veículo do padre. Policiais se encaminharam para o local e confirmaram a localização do carro.

Ainda de acordo com a PM, o local foi isolado e será feita uma perícia por agentes da Polícia Civil. Até a publicação desta matéria, o padre José Gilmar não havia sido encontrado.

Relembre o caso
Segundo Maria da Conceição, amiga de José Gilmar, o padre saiu da casa paroquial no fim da manhã da terça-feira, dizendo que iria para um velório. Às 12h19, ele enviou um pedido socorro para um fiel da igreja. A mensagem, no entanto, só foi visualizada às 15h.

Preocupados com o padre, fiéis fizeram buscas em centrais de velório e em hospitais, mas nenhum dos locais tinha notícias de José Gilmar. A Polícia Civil, então, foi acionada.

Quem tiver informações sobre ele pode ligar para a Polícia Civil (197), Polícia Militar (190) ou para os telefones 3241-3331, 98829-9909 e 99838-8882.
Padre Marcelo Rossi lança livro sobre empurrão em missa e vê relação do episódio com pandemia: 'batismo de fogo'

Padre Marcelo Rossi lança livro sobre empurrão em missa e vê relação do episódio com pandemia: 'batismo de fogo'


Pouco mais de um ano depois de ser empurrado do altar por uma fiel durante uma celebração em Cachoeira Paulista (SP), o padre Marcelo Rossi lança um livro para contar as experiências que viveu com o episódio. Na obra "Batismo de Fogo", ele conta com detalhes o que passou após o empurrão e também fala sobre depressão.

Ao G1 o sacerdote explica que decidiu lançar a obra em meio à pandemia porque acredita que esse momento é um batismo de fogo para a humanidade.

"Esse é um momento de reflexão para um resgate. Somos frágeis. É um novo nascimento para todos nós. A pandemia é o nosso batismo de fogo".

O livro foi lançado na segunda quinzena de setembro. De acordo com o religioso, a proposta é tratar de momentos que trazem um novo nascimento e da necessidade de estarmos conectados com Deus para sermos fortes.

A obra começa com uma abordagem sobre o episódio de agressão que sofreu durante uma celebração em julho de 2019 na Canção Nova, em Cachoeira Paulista. O padre estava no altar falando aos fiéis, quando uma mulher invadiu o altar e o empurrou o sacerdote.

Marcelo Rossi foi socorrido pela equipe médica do evento, mas teve apenas escoriações e voltou para terminar a celebração. À época, disse que Maria havia passado à frente e que seu boletim de ocorrência seria bíblia e oração. A Canção Nova chegou a registrar um boletim contra a mulher por lesão corporal, mas segundo a polícia ela sofria de transtornos psiquiátricos.

No livro, o padre conta experiência e de como lidou com o trauma. "Quando eu fui empurrado, eu não perdi a consciência. Essa não foi uma experiência de morte, mas foi uma dor tremenda. Eu passei dias com espasmos. Mas havia uma força dentro de mim que me dizia 'Deus é maior'", conta.

A obra trata sobre experiências de dificuldade como a depressão e suicídio. Ele conta que o livro estava quase completo quando veio a pandemia e decidiu incluir nele o tema suicídio.

"A pandemia é um momento muito difícil e deixa mais evidente esse problema grave que é o suicídio. A falta de contato humano, o distanciamento vai agravar a depressão e levar pessoas a morte. Precisamos nos voltar para esse problema e ajudar as pessoas".


quarta-feira, 14 de outubro de 2020

Padre Luciano pede afastamento da paróquia no Conde: “Estou sendo hostilizado por meio de discursos de ódio e ataques verbais”

Padre Luciano pede afastamento da paróquia no Conde: “Estou sendo hostilizado por meio de discursos de ódio e ataques verbais”

Padre afirmou que teme pela integridade física desde que foi detido pela guarda municipal.

O padre Luciano Gustavo Lustosa da Silveira, da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, localizada no município de Conde, comunicou através de uma nota nesta terça-feira (13) o afastamento temporário das atividades.

De acordo com o religioso,  após ter sido detido pela guarda municipal por ter mandado pintar o cruzeiro que fica em frente à igreja, ele vem sendo alvo de ataques na internet.

“Diante de toda a situação e buscando me resguardar, solicitei a Arquidiocese um afastamento provisório da Paróquia, pois temo por minha integridade física, uma vez que eu estou sendo hostilizado por meio de discursos de ódio e ataques verbais dirigidos a mim através de redes sociais”, diz trecho da nota.

 

Leia a nota na íntegra: 

Caríssimos irmãos e irmãs em Cristo Jesus, e a todos quantos virem essa nota, desejo a graça e a
paz de Cristo. Nos ensina o apóstolo dos gentios, São Paulo, que: “em todas as coisas somos bem mais que vencedores, graças Àquele que nos amou” (Rm 8,37). Jesus Cristo, nosso Senhor e mestre, nos ensina que: “neste mundo vocês terão aflições, mas tenham coragem: Eu venci o mundo” (Jo 16,33).
É sabido por todos que no último dia 03 de outubro do corrente ano, ocorreu um lamentável incidente envolvendo a minha pessoa e consequentemente a Igreja Católica em Conde e o poder público municipal. Episódio este, que está sendo devidamente acompanhado pela Arquidiocese da Paraíba, através do Arcebispo Metropolitano e da assessoria jurídica, buscando assim as elucidações dos fatos ocorridos. Desta forma, vivendo em um estado democrático de direito e respeito as garantias fundamentais do cidadão, desejamos que a luz da justiça, da democracia e da verdade, se evite erros, tiranias e abusos porvindouros.
Diante de toda a situação e buscando me resguardar, solicitei a Arquidiocese um afastamento provisório da Paróquia, pois temo por minha integridade física, uma vez que eu estou sendo hostilizado por meio de discursos de ódio e ataques verbais dirigidos a mim através de redes sociais. A referida salvaguarda de minha integridade física em nada prejudica todos os procedimentos administrativos, policiais e judiciais sobre os lamentáveis fatos ocorridos, inclusive a respeito de qualquer tipo de ameaça decorrente de posicionamentos divergentes e lamentáveis.
Agradeço a todos os paroquianos, aos cidadãos condenses (dos quais faço parte) e a um grande número de católicos da Paraíba, do Brasil e do mundo que de alguma maneira externaram solidariedade a minha pessoa. Que Deus os abençoe e Nossa Senhora da Conceição, Padroeira de nossa Paroquia (estendendo também essas bênçãos as pessoas que pensam de forma contrária,
pois apesar de todas as diferenças quer queiram/creiam ou não, somos filhos do mesmo Deus), os protejam e os livrem de todos males.
Procuremos construir um mundo com base na solidariedade, buscando nas divergências o
complemento e não o afastamento em convívio social, RESPEITANDO SEMPRE o próximo naquilo que lhe seja de direito, buscando o diálogo, a serenidade e a paz.
Conde, 13 de Outubro de 2020.
Padre Luciano Gustavo Lustosa da Silveira
Pároco

“A verdade brotará da terra e a justiça se inclinará lá dos céus” (Sl - 85,12)



quarta-feira, 7 de outubro de 2020

Nota Arquidiocesano sobre o caso do Cruzeiro da Cidade do Conde

Nota Arquidiocesano sobre o caso do Cruzeiro da Cidade do Conde

A Arquidiocese da Paraíba acompanha com indignação o episódio ocorrido no último sábado, dia 03 de outubro, quando foi informada que um dos seus sacerdotes, o Padre Luciano Lustosa, administrador da Paróquia Nossa Senhora da Conceição, na cidade do Conde/PB, foi conduzido de forma coercitiva para a delegacia da cidade de Alhandra/PB. A Arquidiocese entende que se tratou de uma exposição desnecessária no contexto de um estado democrático de direito e respeito às garantias fundamentais do cidadão.
.
Causa-nos estranheza que um sacerdote seja abordado por agentes públicos sob a alegação de que teria cometido um crime de desobediência, sem que os mesmos tenham uma determinação judicial que justificasse tal ato ou diante de um flagrante delito. A Arquidiocese, através do seu Arcebispo Metropolitano e da Assessoria Jurídica, está acompanhando toda a repercussão deste episódio, tudo para que a verdade seja esclarecida.
.
À comunidade católica arquidiocesana, informamos que o Padre Luciano está sendo devidamente assistido de modo institucional, jurídico e espiritual. À sociedade paraibana, apresentamos o nosso desejo de que tudo seja resolvido com a licitude e lisura necessárias.
.
Reivindicamos que o caso seja acompanhado com o devido respeito às pessoas envolvidas e às instituições públicas e religiosa, que buscarão todos os meios para elucidar o caso, à luz da justiça, da democracia e da verdade, tudo a evitar qualquer espécie de abuso de autoridade posterior.
.
.
João Pessoa, 07 de outubro de 2020
.
.
Nelson Oliveira Soares
Assessoria Jurídica
.
Newton Marcelo Paulino de Lima
Assessoria Jurídica
.
Dom Frei Manoel Delson Pedreira da Cruz, OFMCap
Arcebispo Metropolitano da Paraíba

Parceiro

Publicidade!

Publicidade!

Veja o Nosso Canal no Youtube

Publicidades

Publicidades

Publicidade!

Publicidade!

Mapa de Acesso da Jampa Jovens

Anuncie Aqui clique e saiba mais...

CLIQUE AQUI E CURTA A NOSSA PAGINA NO FACEBOOK

Facebook da Rádio Jampa Jovens

Direito Reservado a Jampa Jovens LTDA. Tecnologia do Blogger.